cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Desporto
Arte
Cultura
Desporto
Natureza
Natureza
Natureza
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Rede de Castelos e Muralhas do Mondego

 castelos

A criação da Rede de Castelos e Muralhas do Mondego recupera uma linha militar criada em tempos anteriores à fundação da nacionalidade, mas para ela matricial... Em 1064, Fernando Magno, rei de Leão, recuperava definitivamente Coimbra para o lado cristão, um episódio de importância capital no longo processo da Reconquista Peninsular. Nas décadas seguintes, a cidade e a bacia do Mondego assumiriam, nesta faixa ocidental, a linha de fronteira entre cristãos e muçulmanos. Ao comando deste território, e com vasta experiência pessoal desses dois mundos, tão antagónicos quanto intercomunicantes, ficava o moçárabe Sesnando Davides. A ele se deve a (re)construção de um conjunto de estruturas defensivas que constituem parte fundamental do património que fundamenta a rede. Os Castelos de Coimbra, Lousã, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Penela, Soure e a atalaia de Buarcos, formaram, entre outros, a Linha Defensiva do Mondego. A esta fronteira associaram-se anos mais tarde e por mão de figuras como Afonso Henriques ou Gualdim Pais, outras estruturas como o Castelo de Pombal e o do Germanelo, que vêm consolidar esta fronteira, palco de conflitos armados, de instabilidade e perigo, mas também de convivências e trocas intensas. Uma história fascinante da qual somos herdeiros…

A Rede de Castelos e Muralhas do Mondego ancora-se nessa mesma História para criar, a partir do património histórico e cultural que a testemunha, um produto turístico de excelência, assente na mobilização de dinâmicas conjuntas. Para o cumprimento desse desígnio associaram-se 14 parceiros: a Direção Regional de Cultura do Centro, a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, o Instituto Pedro Nunes, a Universidade de Coimbra e os Municípios de Ansião, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Lousã, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Penela, Pombal e Soure. Juntos dão corpo à Agência para o Desenvolvimento dos Castelos e Muralhas Medievais do Mondego, uma associação privada sem fins lucrativos, criada em 2011, que tem por desígnio promover o desenvolvimento cultural, turístico e económico da Rede como marca agregadora do património da Linha Defensiva do Mondego.

Atualmente, e paralelamente aos projetos cofinanciados, os parceiros assumem no Plano de Ação um conjunto de iniciativas de envolvimento comunitário e de animação territorial, que têm permitido gerar relações entre pessoas e entidades e que, por isso, têm consolidado formas de atuação conjunta na Rede.

Projetos recentes na Figueira da Foz

O município da Figueira da Foz tem, a par com a Agência para o Desenvolvimento dos Castelos e Muralhas Medievais do Mondego, desenvolvido diversos projetos, nomeadamente a criação de conteúdos para organização do produto de divulgação (através de flyers, áudio-guias e sinalética para os monumentos), elaboração de roteiros, jogos e caças ao tesouro e co-organização de espetáculos de música e teatro e de exposições temporárias.

Em 2013 a Figueira da Foz recebeu o I Congresso da Rede de Castelos e Muralhas do Mondego, sob o tema “À Reconquista do Património”. Decorrido nos dias 22 e 23 de novembro, no Centro de Artes e Espetáculos, constituiu-se como um momento formal de apresentação da Rede, permitindo explorar a temática do turismo cultural e da valorização da história e do património, construído ou imaterial, como forma de criar comunidades coesas e de alavancar economias locais.

A Figueira da Foz recebeu, também, no Teatro-cine Grupo Caras Direitas, o espetáculo “O Alvazil de Coimbra”, desenvolvido pela Rede de Castelos e Muralhas do Mondego e pela Companhia Municipal de Teatro de Coimbra – o Teatrão.

A Rede lançou também um desafio às instituições de ensino deste território através do um projeto escolar intitulado “Quem és tu, D. Sesnando?”, dedicado a diferentes níveis de ensino que irá promover o conhecimento sobre esta personagem histórica, sua vida e obra, designadamente o seu contributo para a criação de um território multicultural e da Linha Defensiva do Mondego.

Decorrerá no município, no próximo dia 22 de Setembro, “O Enredo” – espetáculo criado à volta da figura de Sesnando Davides, governador de Coimbra na época moçárabe e figura marcante na preservação da paz e coexistência de vários povos e crenças nas margens do Mondego. E é contemplando o Mondego, enquanto testemunha do que mais relevante aconteceu nesse território, que “O Enredo” conta uma estória da História com dança, teatro, música e artes circenses. «É um ponto de vista. E o que é um ponto de vista se não e apenas a vista que se tem a partir de um determinado ponto?...»

O espetáculo, que estará em digressão até Setembro, tem direção artística de André Varandas e interpretação de dez atores que representam cada um dos municípios integrantes da Rede de Castelos e Muralhas do Mondego.

https://www.facebook.com/oenredo

A Câmara Municipal da Figueira da Foz disponibiliza, gratuitamente, 20 áudio-guias da Rede de Castelos e Muralhas do Mondego. Trata-se de guias interativos que o visitante pode descarregar na Google Play e na App Store, ou solicitar no Posto de Turismo, no Museu Municipal Santos Rocha ou no Núcleo Museológico do Mar. Estes guias acompanham o visitante num percurso pela vila histórica de Buarcos, estendendo-se ainda às estruturas militares do Forte de Santa Catarina e do Fortim de Palheiros.

Para além deste equipamento, está disponível também uma mesa digital, onde miúdos e graúdos poderão conhecer, de uma forma mais estimulante, através de filmes de animação ou imagens contextualizadas, a formação do nosso território, com especial incidência na história da antiga vila de Redondos e de Buarcos. Os conteúdos estão disponíveis em português, castelhano e inglês.

 

Contactos
Agência Castelos e Muralhas do Mondego

Praça do Município
3230 – 253 Penela
E-mail: castelosmedievais@gmail.com
Tel.: 911 051 882
SITE: http://www.castelosemuralhasdomondego.pt
Facebook: https://www.facebook.com/castelosemuralhasdomondego
Skype: castelos.medievais
Equipa Técnica: Ivânia Monteiro e Cláudia Alves

 

Município da Figueira da Foz
Divisão de Cultura | Museu Municipal Santos Rocha
Rua Calouste Gulbenkian
3080-084 Figueira da Foz
Representante técnica: Manuela Silva
E-mail: manuela.silva@cm-figfoz.pt
Tel.: 961 695 298

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |