cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Desporto
Arte
Desporto
Natureza
Natureza
Cultura
Natureza
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Figueira da Foz e SUMA distinguem 18 restaurantes ambientalmente responsáveis

2017 12 22 suma

Promover práticas ambientalmente responsáveis - da triagem ao acondicionamento e encaminhamento de resíduos à utilização de toalhas e guardanapos de pano em detrimento de descartáveis, passando pela condições de higiene e salubridade - é o objetivo da campanha “Puxe a brasa à sua sardinha”, promovida pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, em parceria com a SUMA. Inicialmente batizada de  “Pratos Limpos”, a iniciativa dinamizada há já vários anos tem  levado até aos restaurantes locais  - proprietários, gerentes e funcionários - ações de formação e sensibilização, realizando, depois, auditorias-surpresa que permitem aferir se as boas práticas estão bem implementadas, sendo já rotineiras nos estabelecimentos. O nome da campanha realça a cada vez maior importância da certificação ambiental para a boa imagem de um estabelecimento junto dos seus clientes.

Esta terça feira, dia 19 de dezembro de 2017, 18 restaurantes receberam, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os certificados que atestam e divulgam, junto dos clientes destes estabelecimentos, a sua qualidade ambiental. «Em nome do Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, quero agradecer-vos pela vossa colaboração e empenho nesta causa que é de todos», disse o Vereador com o pelouro do Ambiente, Carlos Monteiro. «Esta é uma iniciativa que promovemos há vários anos, em parceria com a Suma, em duas frentes principais: a restauração e as escolas», acrescentou. Reduzir a produção de lixo e promover a reciclagem do inevitável são os objetivos do Município, que, explicou, «apesar de estar acima da média no que respeita a quilos de resíduos reciclados por habitante, com 32 kgs/ano/habitante, está ainda longe da meta definida, de 46 kgs/ano/habitante». O vereador aproveitou a ocasião para lembrar que está já adjudicado o enterramento de ecopontos, numa área que compreende as zonas histórica e turística do concelho. «São estruturas que vão concentrar e facilitar os hábitos de reciclagem, a que se juntam as medidas de recolha periódica dos resíduos recicláveis - cartão, vidro e embalagens - nos próprios estabelecimentos de restauração, pela ERSUC», acrescentou.

No que respeita à reciclagem em contexto doméstico, é nas crianças que está depositada grande parte da esperança. «Muitas vezes são os filhos que, depois de sensibilizados para a questão nas escolas, ‘forçam’ os pais a iniciar ou reforçar os hábitos de reciclagem», sublinhou a Vereadora com o pelouro da Juventude, Mafalda Azenha. Também presente na cerimónia de entrega dos certificados, o presidente da Assembleia Municipal, José Duarte, dirigiu palavras de agradecimento aos representantes dos restaurantes distinguidos, recordando-lhes a responsabilidade acarretada pela distinção.

Casino Figueira, Marégrafo, Paquete, Andaluz, Snack Bar A Paula, Fernando’s Hideway, A Cantarinha, Churrasqueira Carvalhinho, Caçarola 2, Flor de Ipanema, O Rancho, Núcleo Sportinguista, Mar à Vista, Fashani, A Canoa e Claridade foram os restaurantes que, por já terem dado provas da interiorização das boas práticas como rotinas,  receberam um certificado permanente. Olaias, Cervejaria Sagres e Al Dente, que aderiram mais recentemente à campanha, receberam, por sua vez, certificados com a validade de dois anos. Os restaurantes distinguidos continuam, não obstante a certificação, sujeitos a auditorias-surpresa e a ações de formação e sensibilização na área ambiental.

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |