cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Desporto
Natureza
Desporto
Cultura
Natureza
Arte
Natureza
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Melhor ano de sempre no Núcleo Museológico do Sal celebrado… (a)gosto

2017 09 01 safra

A comemorar 10 anos de existência, o Núcleo Museológico do Sal (NMS) está a viver aquele que é já considerado, pela Autarquia, como «o melhor ano de sempre». Os números atestam este facto: se em 2016 o espaço foi visitado por cerca de 9000 pessoas, este ano, até ao início de agosto, as visitas contabilizadas eram já de mais de 5000. No mês de aniversário, agosto, a contagem acelerou, com mais 3000 visitantes a serem atraídos à Salina Municipal do Corredor da Cobra, só na primeira quinzena.

O programa comemorativo do 10.º aniversário do espaço museológico arrancou a 4 de agosto de 2017 com a exposição coletiva «10 Anos, 10 Olhares», que dá a conhecer, numa dezena de obras de arte, alguns dos pintores, fotógrafos e escultores que, na última década, animaram o espaço expositivo do Eco-museu do Sal com a sua mestria. João Silva, Luiz Morgadinho, Rick Lina, Maria Sobral Mendonça, Seixas Peixoto, Pedro Oliveira, Martina Breidenstein e Alexandre Sampaio foram alguns dos que se deixaram encantar pelo universo das salinas, refletindo nas suas peças a força dos marnotos, a alvura dos cristais e a harmonia de um ecossistema que, depois de algum abandono, tem recrudescido com o retomar, atualizado e adaptado às novas exigências, da atividade da extração e comercialização deste ouro branco.

 No fim de semana de 19 e 20 de agosto, por ocasião de dois dos eventos de aniversário mais concorridos - a Safra à Moda Antiga e o Sunset Gin com Salicórnia - cerca de mil pessoas passaram pelo espaço municipal, que conta, para além do Núcleo Museológico, com o Pedarium, um equipamento que utiliza o sal e as lamas salgadas como ingredientes de um verdadeiro SPA para os pés.

Em tempo de balanço, a Autarquia destaca o crescente envolvimento, nas atividades do NMS, da comunidade local, da Junta de Freguesia de Lavos às coletividades de Lavos e Carvalhais, passando pelas escolas, pela FigueiraSal - Associação de Produtores de Sal da Figueira da Foz, pelo tecido empresarial local e pelo pólo de investigação da Universidade de Coimbra, Marefoz. Com mais de uma centena de turistas inscritos, a Safra à Moda Antiga, realizada no sábado, 19 de agosto de 2017, foi o expoente máximo da concretização destas sinergias: os marnotos guiaram os turistas pelos desafios de rer, recolher e transportar o sal, apresentando as alfaias e os vocábulos desta centenária ocupação, enquanto o Grupo de Cantares "Canto do Meu Canto" e o Rancho Folclórico das Salineiras de Lavos recordaram aos presentes a alegria e dedicação dos homens e mulheres que, ao longo dos tempos, deram vida e sabor a este ouro branco.

A FigueiraSal - Associação de Produtores de Sal da Figueira da Foz, ofereceu a sardinha assada e a Casa Marquinhas o caldo verde, tudo para um almoço-convívio retemperador, e merecido: às 11 toneladas de sal retiradas desta salina até 18 deste mês juntaram-se, com a ajuda dos participantes nesta safra à moda antiga, outras três, o que faz já de 2017 um dos melhores anos de colheita de sal da última década.

Mas porque nem só de trabalho vivem os marnotos por um dia, houve ainda espaço para demonstrações e degustações de produtos à base de sal, bem como para uma pequena mostra de artesanato local executado ao vivo.

No domingo, 20 de agosto de 2017, foi o  Sunset Salicórnia Gin, com a animação do Dj Banana, a dar a conhecer a combinação do Gin Amicis, produzido na região, com a cada vez mais procurada e valorizada salicórnia - planta invasora que cresce nas margens das salinas e que pode substituir o sal na confeção de alguns pratos e bebidas, com vantagens para a saúde -, a atrair muitas dezenas de pessoas.

O programa do X aniversário do Núcleo Museológico do Sal chegou ao fim com o segundo Open Day de Salina & Mar, Saúde e Bem-Estar, realizado a 27 de agosto.

A partir de setembro, com o início de mais um ano letivo, o Serviço Educativo do Museu Municipal Santos Rocha prepara-se para dotar o NMS de mais e mais apelativas atividades, com o objetivo de atrair cada vez mais jovens estudantes, a começar pelos das escolas do 1.º ciclo do ensino básico da Figueira da Foz, que contarão com o apoio da Autarquia nas deslocações.

Noutra vertente, para além de estar já submetida a candidatura, à Direção Geral do Património Cultural, para inventariação dos «Conhecimentos Tradicionais da Produção Artesanal de Sal Marinho da Figueira da Foz», que deverá culminar no reconhecimento, pela UNESCO, do universo salineiro figueirense como Património Imaterial, está também em curso o processo de certificação do sal figueirense, tendo já sido adquirido o necessário dumper elétrico.

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |