cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Natureza
Natureza
Cultura
Desporto
Natureza
Arte
Desporto
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Centenário da Morte do Maestro David de Souza

2018 david sousa

O Município da Figueira da Foz assinala o centenário da morte do Maestro David de Souza, «estrela cadente na música portuguesa: brilhante, como qualquer estrela cadente; e, como qualquer estrela cadente, fugaz também», com um conjunto diverso de iniciativas, que irão culminar em outubro de 2018, mês do seu falecimento.

Programa detalhado brevemente disponível.

 David de Souza ( 1880-1918)

Nasceu a 06 de maio de 1880, no "aterro do cais novo", hoje Rua da República e « tudo quanto na vida lhe aconteceu, passou-se nos breves 38 anos da sua existência. Mas o que nesse curto prazo lhe aconteceu, mesmo à escala mundial, foi imponente.

Começa a 6 de Julho, com um recital de violoncelo no Conservatório que o formara. Mas, fiel à terra natal, é na Figueira da Foz que dá o seu primeiro concerto público a 29 de Setembro no Ginásio Clube Figueirense.

O derradeiro concerto, sim derradeiro, porque abruptamente a morte o ceifou, dá-o a 3 de Maio de 1918.»

«Fugindo à pneumónica, vem para a Figueira, a férias; mas não logra escapar ao mal que vitimou milhares de pessoas, aqui também.»

Em David de Souza, a música perdia, a 03 de outubro de 1918, «o seu maior vulto figueirense, e um dos maiores vultos nacionais: além de violoncelista e compositor de grande promessa, que a morte gorou, foi também um notável professor de música e maestro excepcional.»

 

 

 

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |