cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Desporto
Natureza
Natureza
Desporto
Cultura
Natureza
Arte
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Figueira Cidade Saudável

logo fcd

"Uma cidade saudável é aquela que está continuamente a criar e a desenvolver os seus ambientes físico e social, e a expandir os recursos comunitários que permitem às pessoas apoiarem-se mutuamente nas várias dimensões da sua vida e no desenvolvimento do seu potencial máximo.”
GOLDSTEIN E KICKBUSCH (1996)


Programa Municipal que:

  • pretende contribuir de forma decisiva para a definição e afirmação do Município como um espaço dinâmico de qualidade, de vida e de lazer quotidiano. 
  • é planeado e construído para ser vivenciado por todos, em torno de um novo conceito de cidade com qualidade de vida, rentabilizando os seus recursos naturais – mar, rio, serra, campo – vulgarizando as práticas saudáveis e criando novos espaços para viver, trabalhar e visitar. 
  • implica a adoção de um modelo de governação assente numa visão estratégica partilhada e contratualizada, comprometida com o desenvolvimento sustentado, que assegure a participação dos cidadãos e dos agentes sociais locais (escolas, associações, coletividades, clubes, empresas). 
 
O Município da Figueira da Foz aderiu à Associação de Municípios Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis em Março de 2010, dado ter como objetivo a construção de um plano estratégico que inclui um compromisso com o desenvolvimento local sustentado, assente em políticas saudáveis e articulado com os conceitos que baseiam o Projeto Cidades Saudáveis, nomeadamente a abordagem holística da saúde e a importância das condicionantes sociais da saúde na melhoria da qualidade de vida.

O Projeto Figueira Cidade Saudável fundamenta-se nos seis princípios do  CONCEITO DE SAÚDE PARA TODOS  e nos princípios da CARTA DE OTAWA e assenta no princípio da participação comunitária. 

Encontra-se em fase de desenvolvimento a elaboração do  PERFIL DE SAÚDE DO MUNICÍPIO  e o PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE SAÚDE  em articulação com o Diagnóstico Social e o Plano de Desenvolvimento Social da Rede Social. 
 

Cidades Saudáveis
O Projeto Cidades Saudáveis é um movimento de âmbito mundial que tem por base o conceito de Saúde para Todos no Século XXI da Organização Mundial de Saúde www.who.int e as orientações estratégicas da Carta de Ottawa, que preconiza a aplicação destes princípios a um nível local. 
  

Princípios Fundamentais do Conceito de Saúde para Todos
O conceito de Saúde para Todos baseia-se em seis princípios fundamentais: 

1) alcançar a equidade em saúde, ou seja, a redução das desigualdades na saúde entre países e dentro deles;
2) enfatizar a promoção da saúde e a prevenção da doença, por forma a ajudar as pessoas a maximizar as suas capacidades físicas, mentais e sociais;
3) garantir às populações o acesso às condições básicas de saúde e à proteção dos riscos ambientais;
4) fomentar a participação da comunidade para se alcançar a Saúde para Todos;
5) centrar o sistema de cuidados de saúde em cuidados de saúde primários que permitam serviços acessíveis nos locais de habitação e de trabalho;
6) fomentar a cooperação internacional para tratar de problemas de saúde que ultrapassem as fronteiras nacionais. 

 
Em 1986 a OMS selecionou onze cidades para demonstrar que as novas abordagens de saúde pública nos termos definidos funcionariam na prática, nascendo assim o conceito de Cidades Saudáveis.
 
Este projeto foi ajustado a múltiplos contextos geográficos, culturais e políticos e as redes criadas constituem-se hoje como fortes defensoras do papel da saúde nas políticas públicas e no desenvolvimento de políticas de saúde a um nível local. 
 
 
Rede Europeia de Cidades Saudáveis
A Rede Europeia de Cidades Saudáveis, da ONU, foi criada há 21 anos, integrando atualmente 30 redes nacionais de vários países europeus e mais de 1000 cidades. 

Funciona por fases de 5 anos, tendo finalizado a V Fase (2009- 2013). 
 
Esta V Fase teve três áreas prioritárias de ação: 

1) investir em ambientes promotores de apoio e cuidados, que promovam a inclusão social e a literacia em saúde dos cidadãos; 
2) promover uma vida saudável através do aumento das condições e das oportunidades que apoiam estilos de vida saudável; 
3) promover ambientes saudáveis e design, integrando a saúde nos processos de planeamento urbano saudável, com mobilidade e acessibilidade a todos os cidadãos. 
 
 
Conceito de Cidade Saudável
A Cidade Saudável é aquela que: 
  • - coloca a saúde e o bem-estar dos cidadãos no centro do processo de tomada de decisões; 
  • - procura melhorar o bem estar físico, mental, social e ambiental dos que nela vivem e trabalham. 
 
Não é necessariamente aquela que atingiu um determinado estado de saúde, mas que está consciente de que a promoção da saúde é um processo e como tal trabalha no sentido da sua melhoria. 
 
 
Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis
A Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis começou com a Amadora, que foi a primeira cidade portuguesa a integrar a Rede Internacional do Projecto – Fase II e que realizou um grande trabalho de divulgação do Projeto junto dos Municípios Portugueses. 
 
O processo de criação da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis começou em 1996, aproveitando o impulso dado pelo Dia Mundial da Saúde, nesse ano consagrado ao lema “Cidades Saudáveis para Viver Melhor”. 
Cinco Municípios iniciaram então uma Comissão Promotora da Rede. 
 
Hoje integram esta Rede 29 cidades portuguesas, entre as quais a Figueira da Foz. 
 
A Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis integrou a Rede Europeia em 2001. 
Tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do Projecto Cidades Saudáveis nos Municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade.
 

Missão

O Município da Figueira da Foz aderiu à Associação de Municípios Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis em Março de 2010, dado ter como objetivo a construção de um plano estratégico que inclui um compromisso com o desenvolvimento local sustentado, assente em políticas saudáveis e articulado com os conceitos que baseiam o Projeto Cidades Saudáveis, nomeadamente a abordagem holística da saúde e a importância das condicionantes sociais da saúde na melhoria da qualidade de vida.

O Programa Municipal Figueira Cidade Saudável tem como missão implementar no Município da Figueira da Foz os princípios inerentes ao conceito de Saúde para Todos e à Carta de Otawa, adotando uma abordagem na qual estão subjacentes as determinantes ambientais, sociais e comportamentais da saúde, perspetivando a cidade num comprometimento permanente e continuado com o desenvolvimento saudável do ambiente físico e social, buscando o equilíbrio na gestão e rentabilização dos recursos da comunidade - centrada nas pessoas e nas diferentes fases e dimensões da vida.

Objetivos

O Programa Municipal Figueira Cidade Saudável pretende contribuir de forma decisiva para a definição e afirmação do Município como um espaço dinâmico de qualidade de vida e de lazer quotidiano, planeado e construído para ser vivenciado por todos, em torno de um novo conceito de cidade com qualidade de vida, rentabilizando os seus recursos naturais – mar, rio, serra, campo – vulgarizando as práticas saudáveis e criando novos espaços para viver, trabalhar e visitar.

Será assim possível a criação e desenvolvimento de uma rede social de apoio e interajuda, em articulação com o planeamento urbano saudável, apoiando e promovendo a saúde, o bem-estar, a segurança e a interação social, a mobilidade e a acessibilidade de todos os cidadãos.

Projetos

Assentando numa visão estratégica partilhada e contratualizada, comprometida com o desenvolvimento sustentado, que assegure a participação dos cidadãos e dos agentes sociais locais, integrando e articulando competências e atribuições, as parcerias vão sendo delineadas e desenvolvidas em função das áreas de intervenção em curso, num processo de construção conjunta e partilhada.

A sensibilização da população para a adoção de estilos de vida saudáveis foi um dos eixos prioritários de ação da V Fase (2009-2013) da Rede Europeia de Cidades Saudáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS), da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis e do Município da Figueira da Foz.

Está a ser ultimado pela OMS o processo de consensualização dos temas centrais para a VI Fase (2013-2018) da Rede Europeia de Cidades Saudáveis, que serão adotados pela Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis e pelo Programa Municipal Figueira Cidade Saudável.
A recentemente adotada Saúde 2020 (Health 2020 -European Policy Framework) fornecerá a estrutura para a VI Fase.
A Saúde 2020 é baseada em quatro áreas prioritárias de intervenção interligadas, interdependentes e mutuamente apoiadas:

  • 1. Investindo na saúde através de uma abordagem do curso de vida e capacitando as pessoas
  • 2. Combater os maiores desafios de saúde da Europa: doenças não transmissíveis e doenças transmissíveis
  • 3. Fortalecimento dos sistemas de saúde centrados nas pessoas, da capacidade da saúde pública e prevenção da emergência, vigilância e resposta.
  • 4.Criação de comunidades resilientes e ambientes de apoio.

O Programa Municipal Figueira Cidade Saudável tem implementado, desenvolvido e apoiado diversos projetos, que revestem um caráter intersectorial, multidisciplinar e interinstitucional, resultando do trabalho desenvolvido em conjunto com as diversas entidades locais e parceiros do Programa, bem como do trabalho dinamizado pelos diversos serviços nas diferentes áreas de intervenção municipal.

Tendo uma dimensão interinstitucional e multidisciplinar, o Programa Municipal Figueira Cidade Saudável integra atualmente três grupos de trabalho, com diferentes finalidades e de composição diversificada – Grupo de Acompanhamento, Grupo Técnico e Grupo de Trabalho sobre Alimentação Saudável.


- Grupo de Acompanhamento - integra Deputados Municipais, um consultor convidado e o Município.
- Grupo Técnico – integra representante do ACES Baixo Mondego e da Rede Social da Figueira da Foz, consultores convidados e técnicos municipais, tendo como objetivo apoiar o Projeto na definição de estratégias, metodologias, áreas de intervenção prioritárias e metas para a sua implementação, bem como elaborar o Perfil de Saúde do Município e o Plano de Desenvolvimento de Saúde do Município.
- Grupo de Trabalho sobre Alimentação Saudável – integra nutricionistas, do ACES Baixo Mondego, do Agrupamento de Escolas Figueira Norte e do Município, técnicos municipais, a Escola Profissional da Figueira da Foz, a Confraria do Arroz e do Mar, a Associação Gastronómica Figueira com Sabor a Mar, com o objetivo de, através dos seus projetos e ações, aumentar as condições e oportunidades que apoiam a opção por uma alimentação saudável.

Iniciativas e Atividades

Publicações

pdf Perfis de Saúde das Cidades - Como Conhecer e Avaliar a Saúde da Sua Cidade Perfis de Saúde das Cidades - Uma Análise do Progresso

pdf Revista "Notícias da Rede Cidades Saudáveis"

pdf Revista nº 5

pdf Revista nº 4

pdf Revista nº 3

pdf Revista nº 2

pdf Revista nº 1

 

Links Úteis

www.redecidadessaudaveis.com/pt/

www.portaldasaude.pt/portal

www.acs.min-saude.pt/

www.dgs.pt

www.ensp.unl.pt

www.observaport.org

www.arscentro.min-saude.pt/Paginas/Inicio.aspx

www.acesbm2.org

www.hdfigueira.min-saude.pt

www.who.int/en/

 

Contactos

Câmara Municipal da Figueira da Foz
Figueira Cidade Saudável – Programa Municipal
Edifício Paço de Tavarede
Largo do Paço, n.º 2
Tavarede
3080-612 Figueira da Foz
Tel : +351 233 401 860
Fax :+351 233 401 868
e-mail : figueira.cidade.saudavel@cm-figfoz.pt

 

end faq

 

 
 
 

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |